Mon Amour

...

Bullying é coisa de primata

Postado por - 21/02/2012

Comportamento, Vídeos   12 comentários

Nos dias de hoje o bullying não é visto como algo normal, mas infelizmente nem por isso ele foi deixado de lado, pois é existe muita hipocrisia em relação a esse tipo de comportamento. O preconceito contra os “losers” é evidentemente visto e se você não sofreu com isso, certamente conhece alguém que foi vítima de tal ato. Há um tempo atrás vi pessoas repassando uma frase em uma rede social que dizia algo do tipo “sofri bullying e nem por isso morri”, e fiquei pensando “sim, elas não morreram, mas nem por isso significa que não exista algum tipo de sequela, ou ao menos um resquício de uma má lembrança.” Para mim bullying beira a um comportamento primata, pois ninguém é melhor que ninguém, é um pensamento totalmente do passado tachar os que são diferentes como esquisitos. Direito de expressão é algo bem diferente de agressão. Pensando nisso a Everynone lançou mais um vídeo magnífico que mostra quem são os verdadeiros Losers e os vários tipos de agressão, tanto físicas quanto verbais, que eles praticam. Achei super interessante e resolvi dividir com vocês.

12 respostas para “Bullying é coisa de primata”

  1. Laís disse:

    Adorei o post e o vídeo. Nunca sofri bullying, mas como você disse é coisa de primata. De gente que não tem nada na cabeça e não consegue se colocar no lugar do colega para sentir o que ele está sentindo.

    http://trinitrotoluenohead.blogspot.com

  2. Samyle disse:

    Concordo com você!!!

  3. Gislaine disse:

    Bullying é coisa séria mesmo, todos tem que parar com isso.

  4. Mia disse:

    Realmente, loser é quem comete o bullying. Já fui vítima de bullying por muito tempo e isso é algo horrível. Mas a verdade é que isso sempre houve na humanidade e por mais que tentemos aniquilar com isso, sempre haverá. Mas temos de fazer a nossa parte e lutar contra sempre.

    • Evelise disse:

      Isso mesmo Mia, a ignorância sempre esteve por ai e infelizmente sempre vai estar. O importante é fazermos nossa parte, não só com isso, mas com tudo na vida, né? :)

  5. Duda disse:

    Concordo super contigo, nunca sofri bullying, mas já vi amigas minhas sofrerem, e isso acabou me afetando também.
    Beiijos e obrigado por visitar o CPV:)

  6. gabriele disse:

    adorei o post
    e o video é realmente incrível
    acho que esta questão tem quer ser profundamente analisada pois deixa marcas para uma vida inteira.

    se puder participa do concurso fotográfico que tá rolando lá no blog http://gabipuppe.blogspot.com/2012/02/concurso-fotografico.html

  7. Andy A. disse:

    Com certeza algumas sequelas ficou e só no fato de ficarem tão passivas e terem aceitado isso já demonstra que foram afetadas sim …

  8. Adorei o post e o video principalmente. Também acho que vivemos numa sociedade idiota que ainda tem vários tipos de preconceito por pessoas que simplesmente não são como elas. Acho ridiculo quem gosta de fazer bullying, eles realmente são os verdadeiros perdedores no meio de todos.

    Blog lindo!
    Beijos,
    Monique <3

  9. Obrigada pelo seu comentário lá no blog, viu? Espero que volte mais vezes *-*
    Beijos :*

  10. Ana Beatriz disse:

    Adorei o post. Ficou ótimo! E como você disse, bullying é uma atitude totalmente primata. Em pleno século 21, em uma época que as diferenças são o ponto principal da nossa geração, as pessoas ainda insistem em zoar e humilhar os outros. E infelizmente, isso existe em muitas escolas, em todo o país. Aliás, no Brasil nem é o pior tipo que tem… EUA e Japão/China que o digam! A discriminação lá é terrível mesmo… eu tenho um colega que estudou no Japão, e ele cursou uma escola só pra brasileiros, por que o povo em si é muito fechado.
    Amei o blog, beijos Ana Beatriz.

  11. disse:

    Nem me fale eu passei por isso e a solução é: reaja.
    O que as pessoas precisam saber é que bullies na verdade são covardes, pegue o líder sozinho pra ver o que acontece. E seus seguidores são mais ainda.

    Amei aqui, já to seguindo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *