Mon Amour

...

Carta sem remetente

Postado por - 06/07/2013

C'est la vie, Textos   0 comentários

6940094688_f3449c7f42_b

O café já esfriou e o cheiro daquela sua camisa já saiu. O que ficaram foram apenas as boas lembranças e algumas palavras nunca ditas. Estou escrevendo esta carta que não será entregue só para desabafar, só para tirar esse peso das costas, da cabeça e do coração. Por muitas vezes eu tentei te dizer isso, mas como sempre, me esquivei e não tive coragem. Sinto muito por ter criado muros entre nós todas as vezes que um sentimento vinha à tona. O medo de me machucar sempre foi maior do que a coragem de me permitir. Escrevo uma carta sem um destinatário não por continuar tendo o medo comigo, mas por não ter o direito de te trazer de volta a essas lembranças, a nós. Escrevo pra te pedir perdão.

Sinto muito por não ter te dado a atenção merecida, não ter sido transparente muitas vezes, não ter atendido algumas de suas ligações e por não ter discutido por coisas bobas com você. Sinto por não ter me entregado, me jogado de cabeça, ter corrido sem olhar para trás. Só quero que você saiba que você me fez muito feliz, que não falhou em nada e que se acabou foi porque eu não tive forças pra lutar, eu não tive amor regado de paixão suficiente, eu não fui capaz. Capaz de encarar o mundo com unhas e dentes, de me agarrar a nós. Espero que agora você esteja feliz,  que esteja tendo o amor e o respeito que merece. Espero que essa uma nova garota seja tudo que eu não pude ser para você, ofereça tudo que eu não pude oferecer e que, principalmente, te faça sorrir. Pois o que mais me impediu e me fez adiar a ida foi seu sorriso, aquele tipo de sorriso que diz “fica aqui pra sempre”! Eu não pude ficar pra sempre, seria injusto com você. Eu só tenho lembranças boas ao seu respeito, eu só sei sorrir ao lembrar nossos momentos, eu só tenho a agradecer  você por toda dedicação e paciência que teve comigo.

Hoje eu posso dizer que eu sei o que é o amor e que ele é lindo. Se eu pudesse ao menos uma vez na vida escolher por quem me apaixonar, com certeza seria por você. Seria um amor simples e puro, como tem que ser. Mas infelizmente a vida real é bem mais complicada do que isso, eu mesma sou complicada demais para o amor, até meio maluca, como você costumava dizer. Mesmo tentando, lutando, eu não pude evitar, o que eu mais tentei impedir aconteceu e saber disso dói em mim. Eu te machuquei, eu sei, mas não foi por querer, eu juro, pois se fosse por querer eu teria te amado pra sempre.

(imagem)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *