Mon Amour

...

Deserto de Ossos

Postado por - 25/12/2015

Biblioteca   0 comentários

IMG_6159

Sinopse: Em 1915, o massacre de milhares de armênios, perpetrado pelos turcos, tingiu para sempre as areias do deserto sírio com o sangue e os ossos de uma civilização inteira. Em meio a esse cenário desolador, Armen Petrosian, um jovem engenheiro armênio que perdeu a esposa e a filha, e Elizabeth Endicott, uma rica jovem americana, se apaixonam. Mas antes de assumir o que sentem, eles se separam quando Armen se alista no exército britânico e Elizabeth vai trabalhar como voluntária. Ambos testemunharão atrocidades que os marcarão para sempre antes que possam se reencontrar. Quase um século depois, às vésperas do centenário do genocídio, a neta do casal, Laura, embarca em uma jornada pela história de sua família, descobrindo uma história de amor, perda e um delicado segredo que ficou soterrado por gerações. 

IMG_6166

IMG_6169

IMG_6188

IMG_6196 cópia

IMG_6200

IMG_6217

Chris Bohjalian é descendente de Armênios e um romancista de renome nascido nos Estados Unidos, o autor coleciona atualmente 15 livros publicados em vários países, entre eles Deserto de Ossos.

O livro, publicado no Brasil pela editora Companhia Nacional, procura com que, através da história de amor de Armen Petrosian e Elizabeth Endicott, o leitor questione como um milhão e meio de pessoas morreram em um dos maiores genocídios da história, “sem que ninguém tenha visto”. 

Dividido em duas partes, o livro nos apresenta passagens do passado, baseada em cartas escritas por Elizabeth à Armen, um diário e documentos enviados na época de 1915 aos Amigos da Armêniaonde onde os tempos são de guerra e luta pela sobrevivência, e através da narração no presente de Laura, neta do casal principal.

De um modo tocante a história de um dos maiores genocídios da história em um cenário marcado por sangue e ossos nos é apresentados. Um livro singelo que faz com que o leitor se transporte a sentir uma pequena porcentagem do que os armênios passaram do modo mais intenso possível.

São 344 páginas de pura intensidade e despertar da curiosidade. Como a maioria dos livros da editora, Deserto de Ossos é um livro de ótima qualidade, tem 24x17cm que é um tamanho um pouco maior que a maioria dos livros comuns, o que faz com que a fonte torne o livro bastante legível e possui folhas grossas e amareladas, do jeito que eu adoro.

Apesar desse tipo narrativa ser um pouco pesada, ela não peca em ser bastante emocionante, eu indico até mesmo pra quem não gosta muito de temas históricos ou está começando a se aventurar nesse mundo de livros sobre guerras e demais conflitos, pois o assunto é tratado aqui de uma forma menos agressiva. É uma leitura muito gostosa e que consegue prender o leitor. :)

Beijos e até logo,

Eve

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *